quarta-feira, 9 de julho de 2014

amores.




no primeiro encontro, o amor de filme te canta um jazz ao pé do ouvido e te baila no asfalto. o amor real te leva prum lugar bonito pra fazer as honras e te conversa com sorriso.

quando tu olha prum amor de filme, tu sabe que será de filme, porque os olhares se cruzam e dói. e tu sabe que aquela história vai te doer o resto da vida ao relembrar daquele olhar. o olhar de um amor real te traz uma segurança quentinha, confortante, uma vontade de caminhar no sol e de dormir junto.

amor de filme é balão de coração numa mão e torta de limão na outra, à meia noite, esperando no portão. amor real é “coloca um casaco que tá frio e vem logo que tô te esperando”.

amor de filme é traduzir um sentimento com uma música. amor real é conversa pra organizar a vida com aquele novo sentir.

amor de filme é plano. amor real é ação.

amor de filme é silêncio. amor real é palavra.

amor de filme é viagem com vento no rosto e trilha sonora. amor real é juntar a grana pra prolongar a estadia e aproveitar o lugar.

amor de filme é piquenique sem comida de madrugada naquele parque bonito. amor real é compras no mercado e filme no sofá.

amor de filme é tu cozinha e eu toco violão. amor real é “tu cozinha e eu lavo”.

amor de filme é coração batendo na boca ao ver o telefone tocar. amor real é “bom dia, delícia, vamos programar nossa noite”.

amor de filme é saudade sem fim. amor real é querer estar junto pra melhor se conhecer e mais se querer.

o amor de filme pode ser real se ele resistir aos entraves do cotidiano. o amor real pode ser de filme se ele aguçar o olhar e o tumtum pros detalhes bonitos um do outro.


e aí. qual tu quer pro teu existir hoje?

Nenhum comentário:

Postar um comentário