sexta-feira, 1 de abril de 2011

instinto

ressucitar alguém, insistir na massagem cardíaca, trocar os curativos diariamente... ajudar alguém sem medir esforços, sem julgar, sem se perguntar porque... por que as pessoas são tão resistentes a isso? por que as pessoas olham apenas para si, se não vivem sozinhas no mundo, se dependem do mundo para viver?... essas perguntas foram tão gastas e banalizadas pelos livros de autoajuda (agora sem hífen!) que abarrotam as livrarias de todo o mundo, falar delas parece meio idiota.

(não consigo ser impessoal... me esforço, mas não rola... então, para tentar sair da "idiotice" trivial da autoajuda, tão necessária e tão respeitada por mim, meu coração vai falar...)

o que vou escrever e mostrar aqui, com o coração e sem me preocupar com a nova ortografia, é pra ti, que me julga por estar me dedicando a uma pessoa, pessoa esta que eu amo e que me fez e me faz muito feliz... pra ti, que pede para eu seguir minha vida e largar esse "problema"... pra ti, que se distanciou de mim por não querer se influir, por não querer entrar no "rolo"... pra ti, que no teu jantar perfeito em família me julga por ter aberto as portas da minha casa e da minha vida para salvar uma vida... é pra ti, que olha para mim e faz um estúpido tsc, tsc, tsc com a cabeça...

!

caralho! 
ser uma pessoa boa é bom! 
fazer o bem é bom! 
sujeitar-se a uma nova situação para evoluir é bom! 
mudar a rotina em prol de uma vida é bom!
ver feridas, que antes eram chagas, cicatrizadas porque minhas mãos a curaram pacientemente, dia a dia, é bom!

não, não é trabalhoso, não é sacrifício nenhum, não é o fim do mundo
...
é o começo!
isso tudo é vida, isso tudo é fazer a vida valer a pena.
isso tudo é instinto. instinto de quem ama. instinto de quem é bom.

a produção pode não ser 100%, tu não vai encontrar um homem sem os membros falando em público e dando uma baita lição de vida... tu... tu mesmo... aperta nesse link e se sente o cocô da mosca que estava no cocô do cavalo do bandido:


se ele não desistiu... ele, que não é racional (ao menos é o que dizem por aí... coisa que eu discordo em gênero, número e grau), não desistiu... porque eu vou desistir?

quando foi que tudo ficou ao contrário?
é, nando reis... o mundo está ao contrário e ninguém nos falou...

Nenhum comentário:

Postar um comentário